O papel das pesquisas científicas para a segurança pública

análise de dados por amostragem do quadriênio 2013-2016 a partir da Plataforma Sucupira

Resumo

O presente artigo destaca a importância das pesquisas científicas como articuladoras de melhorias para o sistema de segurança pública nacional. Para tanto, ressalva a tradição do país em focar esforços no enfrentamento da violência por meio da violência de Estado, que poderia ser largamente evitada com a ampliação de estratégias de inteligência policial e científica, focando os esforços públicos na investigação e prevenção da criminalidade além de pesquisas que propiciem boas práticas. Como forma de mapear a situação da pesquisa na área, levanta-se junto à plataforma Sucupira da Capes, as revistas que são especialistas na temática, totalizando dez periódicos. Aleatoriamente, escolhe-se três destes periódicos, analisando suas publicações datadas de 2014 até 2017. Nesta análise, avalia-se os seguintes parâmetros: formato de publicação, ciência de origem dos trabalhos, região do país de origem dos autores e, por fim, o nível de formação dos mesmos. Conclui-se que: a) as revistas científicas se apresentam em menor quantidade do que a sociedade demanda e tem dificuldade de angariar autores com qualificações mais elevadas; b) as revistas apresentam uma predominância do formato artigo, o que limita a compreensão da temática ao não garantir a participação da dimensão da experiência; c) a diversidade de ciências convergindo nas pesquisas representa uma importante interdisciplinaridade para a compreensão de um tema naturalmente complexo; d) as regiões que mais sofrem com a violência são exatamente as que menos produzem pesquisas na área.

Biografia do Autor

Cindia Lancelotti, USP

Perita Criminal, é mestre em Química pela USP e especialista nas seguintes áreas: Perícia Criminal, Química Forense e Inteligência Policial

Publicado
2020-07-31
Seção
Artigos