Aumento do desemprego e crescimento dos crimes de furto e roubo na AISP 26

análise de interferência entre as variáveis

  • Dayane Rodrigues Gonçalves de Mello PMGO
  • Michelle da Silva Borges
  • Aline Hubaide Rosa PMGO

Resumo

Diversos autores apontam como uma das consequências do desemprego o aumento da criminalidade. Com base nesta premissa, o presente trabalho tem como objetivo descrever e analisar o quantitativo de crimes de furto e roubo, bem como o índice de desemprego na AISP 26 (Catalão), apurar os índices de crescimento ou redução da criminalidade relacionando-os ao desemprego, proporcionando, desta forma, informações úteis ao desempenho do policiamento ostensivo. A metodologia de pesquisa utilizada para a consecução do objetivo foi a técnica quali-quantitativa com recorte temporal de janeiro de 2016 a dezembro de 2017. Os dados referentes aos crimes de furto e roubo foram levantados por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), enquanto que aqueles relacionados ao desemprego foram obtidos por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Foi possível inferir, com base nos dados apurados, que de 2016 para 2017 houve uma redução de aproximadamente 4% nos crimes de furto, enquanto que aos crimes de roubo, houve um incremento de aproximadamente 3%. No mesmo período, houve um crescimento de cerca de 10% no número de desocupados para a respectiva AISP.

Biografia do Autor

Michelle da Silva Borges
Coorientadora e Professora Doutora da UFG/Regional Catalão
{$author}, PMGO
Professora orientadora: Aline Hubaide Rosa, professora do Programa de Pós-Graduação e Extensão do Comando da Academia da Polícia Militar de Goiás CAPM-Catalão – Go
Publicado
2018-08-03
Seção
Artigos